03/10/2019

Terceira reunião da Rede Paranaense de Compliance de 2019 debate como o big data e estudos neurocientíficos podem auxiliar na estruturação de um comportamento ético.

O combate à corrupção e a promoção de programas de integridade têm sido temas constantemente debatidos e priorizados pelo CIFAL Curitiba Sistema Fiep. Uma das iniciativas que vem sendo empreendidas é a construção e consolidação da Rede Paranaense de Compliance, cujo objetivo é promover espaços para troca de conhecimentos e experiências entre empresas na área do Compliance, para capacitar as instituições na construção do seu Programa de Integridade, na Gestão de Riscos e na implementação de uma cultura de boas práticas

A terceira reunião da Rede Paranaense de Compliance de 2019 aconteceu nessa quinta-feira, 03/10, no Auditório II, no Campus da Indústria, e reuniu cerca de 90 representantes de empresas, indústrias e demais interessados na temática.

Na ocasião, representando o CIFAL Argentina, o Doutor em Psicologia com ênfase em Neurociência Cognitiva Aplicada, Matias Bertone, iniciou os trabalhos com sua apresentação intitulada ”O Cérebro Corrupto: Análise da Neurociência Cognitiva Forense”. No decorrer de sua explanação, Dr Matias demonstrou aspectos neurocientíficos que auxiliam na estruturação de um comportamento ético ou corrupto.

Na sequência, Giovani Buchelt e Rhenyo Augusto Monteiro, Co-fundadores e Consultores da Numera, empresa especializada em people analytics, esclareceram o processo de identificação de riscos de compliance a partir de dados relacionais de colaboradores.

A Rede Paranaense de Compliance, que trata-se de uma parceria entre o CIFAL Curitiba e a Gerência de Riscos e Compliance do Sistema Fiep, foi instituída em 2018 e promove encontros trimestrais.